Condução: o que muda à medida que envelhece

Como manter uma condução e mobilidade seguras por muitos anos

A condução é uma forma de mobilidade. Permite ter a liberdade de sair de casa e conduzir para o trabalho, para ir às compras, ir de férias ou levar os miúdos à escola.

Com o passar dos anos, os sentidos e reflexos tendem a decair na resposta às necessidades de condução. Por isso, os condutores seniores apresentam com frequência modificações no estilo de condução.

Com a idade vem a prudência, uma condução mais defensiva e, muitas vezes, essa nova forma de conduzir pode ser confundida com perda de capacidades. Não tem de ser necessariamente assim.

Por fim, teste os seus conhecimentos e verifique o que é mais importante para manter uma condução segura. Confira as respostas no final do artigo.

O que muda com os anos?

A perceção, capacidade de resposta e atenção são requisitos essenciais a uma condução segura. À medida que os anos passam, e a partir de determinada idade, começam a surgir limitações físicas.

Um exame físico é, por isso, essencial. Marque já uma consulta na rede médica ACP através do seu Plano Saúde ACP.

Faça o teste e verifique os seus conhecimentos

Está na hora de deixar de conduzir?

Todos envelhecemos de modo diferente, portanto, não existe uma idade certa para deixar de conduzir. Em Portugal, e de acordo com o Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT), em 2016, de um total de 6.416.019 condutores, 12,26% tinham mais de 65 anos.

Conduzir é sinónimo de mobilidade e independência. No entanto, a segurança deve vir sempre em primeiro lugar.

Por isso, é importante perceber se tem sucedido o seguinte:

  • Os outros condutores buzinam-lhe com frequência?
  • Tem acidentes frequentes, nem que sejam apenas “toques”?
  • Perde-se com frequência na estrada?
  • Os outros veículos e peões aparecem-lhe de repente e de forma inesperada?
  • Costuma distrair-se enquanto conduz?
  • A família, os amigos e o seu médico estão preocupados por ainda conduzir?
  • Tem evitado conduzir por se sentir inseguro?
  • Tem dificuldades em manter-se na sua via de trânsito?
  • Tem dificuldades em mover o pé do acelerador para o travão?
  • Tem sido parado pelas autoridades por causa da sua condução?

Se qualquer das respostas acima for afirmativa é recomendável marcar uma consulta com o seu médico para efetuar uma avaliação das suas capacidades de condução e a eventualidade da colocação de assistências à condução no seu veículo (botão de aceleração e travagem no volante, por exemplo).

Não coloque a sua segurança e a dos restantes condutores em risco. Utilize as vantagens do seu Plano ACP Saúde e faça um teste à sua capacidade de condução.

SAIBA MAIS

scroll up