Ponte de Lima

Terra Rica da Humanidade

A ponte que deu o nome a Ponte de Lima – designada por Terra da Ponte no primeiro Foral, que lhe foi outorgado pela Rainha D. Teresa, em 1125 – era a única passagem segura do Rio Lima, em todo o seu percurso e até ao final da Idade Média.
Foi construída pelos romanos e, posteriormente, substituída por outra, na Idade Média, belo exemplar arquitetónico da altura. Da romana, original, subsiste ainda um único troço, na margem direita.

Ponte de Lima recebeu, há pouco tempo, a menção de “um dos melhores destinos europeus” (oito, no total) num Prémio Europeu de Turismo e Ambiente.
A sua beleza natural, o vale onde está inserida, a ruralidade, o próprio rio, calmo, fazem de Ponte de Lima um local paradisíaco.
É tida como a vila mais florida de Portugal, para o que contribuem os inúmeros jardins, com realce para o Parque Temático do Arnado que, só ele, engloba quatro e uma estufa / horto botânico.

  • Onde?

    O Concelho de Ponte de Lima fica em pleno Minho, atravessado pelo Rio Lima, com a sua bela e antiga ponte. Tendo uma localização já muito importante, para a altura, D. Pedro I mandou construir uma muralha à sua volta, com nove torres e seis portas, que davam acesso à vila. Com a explosão demográfica e expansão urbana, a muralha foi sendo ultrapassa e, infelizmente, destruída – restam duas, das torres e alguns trechos das muralhas que defendiam a vila. Em contrapartida, foi sendo construído, a partir do séc. XVIII, um grande número de magníficas casas senhoriais, muitas das quais se encontram ainda de pé.

    Pt de Lima-Casa da Torre-Beiral de Lima

  • O quê?

    A ponte, que deu o nome a Ponte de Lima, sempre foi demandada e é o ainda hoje, pelos peregrinos que se dirigiam e dirigem a Santiago de Compostela. As belíssimas casas que foram sendo construídas a partir do séc. XVIII, com as suas fachadas góticas, maneiristas, barrocas, neoclássicas, que emprestaram grande valor histórico à região são hoje, na sua maioria dedicadas ao turismo de habitação ou à produção de vinho da região, maioritariamente verde, muito apreciado.

    Pte de Lima - Vinho Verde              Pte de Lima e os Caminhos de Santiago

  • Património a descobrir

    Ponte de Lima
    - Arquivo Municipal
    - foi adaptada a Casa do Calvário para reunir um conjunto de documentos importantes do concelho, como uma coleção de 75 pergaminhos, com datas entre 1326 e 1634, bem como uma outra de cartas régias, entre 1399 e 1724 e forais em pergaminho, de Ponte de Lima e outras freguesias.

    Pte de Lima - Arquivo Municipal

    - Biblioteca Municipal de Ponte de Lima – está instalada num edifício que data do séc. XVII, parte do edifício da Misericórdia, e encostado a um dos troços da muralha existentes. Dispõe de grande espólio, acumulado ao longo dos tempos e promove grande atividade cultural.

    Pte de Lima - Biblioteca Municipal

    - Teatro Diogo Bernardes – foi construído em 1893 e inaugurado 3 anos depois. A iniciativa deveu-se a um grupo de naturais de Ponte de Lima, dirigidos por João Rodrigues de Morais. Foi restaurado e remodelado em 1999, tendo havido o cuidado de manter e respeitar o traçado inicial.

    Pte de Lima - Teatro Diogo Bernardes

    - Torre da Cadeia Velha - funcionou como cadeia até aos anos 60 do século passado. No entretanto acolheu também o Arquivo Municipal. Hoje, é lugar para exposições e lançamento de livros e é lá que funciona a Loja de Turismo de Ponte de Lima

    Pte de Lima - Torre da Cadeia Velha

    - Igreja de Stº António da Torre Velha – era inicialmente a Ermida dedicada a Nª Srª da Esperança, já referida no séc. XVIII e, posteriormente a Nª Srª do Carmo. Foi restaurada no início do séc. XIX, altura em que foi acrescentada uma Torre que sobressai pela altura e decoração. Nessa altura passou a chamar-se Igreja de Stº António da Torre Velha

    Pte de Lima-Igr. de Stº Antº Torre Velha

    - Paços do Concelho - é um edifício que foi sujeito a muitas reformas e reconstruções ao longo dos anos o que fez com que desaparecessem os traços da construção primitiva. Na porta de entrada para o Tribunal pode ver-se um escudo das Armas do Reino Unido – Portugal, Brasil e Algarves. Esta foi a designação adotada após a independência do Brasil, anteriormente colónia Portuguesa, onde a Família Real e muitos nobres se refugiaram, na altura das Invasões Francesas (1807/1811)

    Pte de Lima - Paços do Concelho

    - Capela das Pereiras - beneficia também de uma bela vista panorâmica. Foi restaurada em 1998 e é usada, pontualmente para espetáculos de música, teatro e exposições.

    Pte de Lima - Capela das Pereiras

    - Museu Rural de Ponte de Lima – fica na Casa do Arnado e os elementos que expõe têm a ver com a vida rural - cultivo e tratamento do linho, cozinha e forno de lenha, adega com lagar onde se podem ver tonéis e outros utensílios ligados à produção vinícola e o celeiro, com variadas alfaias agrícolas.
    - Museu do Brinquedo Português – engloba brinquedos de várias épocas, desde os comboios em zinco a rocas e flautas em folha de flandres, e ainda aos baldinhos em madeira e outros já em PVC… Funciona também na Casa do Arnado.
    - Centro de Informação do Lima – é um projeto da Câmara Municipal de Ponte de Lima, funciona no Centro de Interpretação Ambiental da Área Protegida e tem como fim “potenciar e divulgar o património ambiental, histórico, económico e social , associados ao Rio Lima”
    - Casa do Arnado – é um espaço também dedicado a exposições e oficina de artes, onde funcionam dois museus. Simultaneamente, uma parte da casa é destinada a albergar peregrinos a caminho de Santiago de Compostela.

    Pte de Lima - Casa do Arnado

    - Parque Temático do Arnado – com jardins de vários tipos de como o “Romano", Labirinto, Renascença, Barroco, Estufa...

    Pte de Lima-*arque Temático do Arnado

    - Museu dos Terceiros – o esforço conjunto da Câmara Municipal de Ponte de Lima e do Instituto Limiano permitiram recuperar o edifício onde está instalado este museu que contém muito da História da região e um belo e rico conjunto de arte sacra do Norte do País. Para além da sua função museológica, o Museu dos Terceiros oferece serviços educativos e atividades, não só para crianças, como também para os seniores, assumindo-se como “instituição permanente, sem fins lucrativos, ao serviço da sociedade e do seu desenvolvimento”.

    Pte de Lima-Museu de Terceiros

    - Chafariz de Ponte de Lima – construído em 1603

    Pte de Lima - Chafariz

    - Paço do Marquês - é uma das jóias de Ponte de Lima.. Foi autorizada a construção, em 1464, por D. Afonso V . No séc. XVI foi remodelado e melhorado pelo neto de D. João de Lima, que mandou abris as janelas manuelinas. A Sociedade Económica dos Amigos e Compatriotas do Bem Público de Ponte de Lima, a primeira academia rural do País, foi fundada neste paço, em 1779.
    Em 1876, o último Marquês vendeu o Palácio, para pagar a conta do alfaiate. Mais tarde esteve na posse de um limiano rico, regressado do Brasil, que o melhorou, acrescentando alguns confortos modernos e, em 1906 foi doado à Misericórdia de Ponte de Lima, tendo passado, entre os anos 70 e 80 do século passado, para a posse da Câmara Municipal. Já funcionou como Paços do Concelho e hoje funciona lá o Posto de Turismo e dispõe de um núcleo arqueológico e uma área de exposição sobre a História.

    Pte de Lima - Paço do Marquês

    - Estátua de D. Teresa, junto ao Paço do Marquês

    Pte de Lima - Estátua de D. Teresa

    - Capela do Anjo da Guarda – tem raízes românicas e góticas, pensando-se que foi construída no séc. XIII.

    Pte de Lima - Capela Anjo da Guarda

    - Igreja de Nª Srª da Guia – foi fundada por uma confraria com a mesma designação, em que se reuniam mercadores e clérigos, numa pequena Ermida de S. Vicente Mártir, no séc. XVI. Mais tarde, com o crescimento da confraria, já no séc. XVII, foi comprado terreno à Misericórdia e construída a Igreja de Nª Srª da Guia. No interior podem ver-se azulejos da época e talha dourada, sobretudo no retábulo do altar-mor.

    Pte de Lima - Igreja de Nª Srª da Guia

    - Igreja Matriz de Ponte de Lima – pensa-se que, antes da igreja que hoje vemos, que data do séc. XV, terá existido uma outra, de raízes românicas, erigida entre os séc. XII e XIII. Sofreu algumas modificações no séc. XVI

    Ptye de Lima - Igr. Matriz de Pte de Lima

    - Casa dos Barbosa Aranha – foi construída no séc. XVII, esta casa-torre que se encontrava em pleno centro urbano, contrariamente ao que era habitual. A torre e a área habitável estavam ligadas interiormente, embora apresentassem dois tipos arquitetónicos diferentes – a torre tem um cariz militar, de defesa e a ala restante uma estrutura solarenga, de fachada simples. O conjunto tem três pisos e, na fachada, a pedra de armas dos Barbosa Aranha

    Pte de Lima-Casa dos Barbpsa Aranha

    - Quinta de Pentieiros – esta área, inserida na Área Protegida das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro d’Arcos, foi intervencionada, com o fim de aproveitar edifícios construídos, reconstruir outros e acrescentar algumas outras infraestruturas e equipamentos para, com base na exploração agro, silvo pastoril, poder mostrar as várias fases daqueles trabalhos agrícolas e dar à Área Protegida uma outra valência, uma outra função.
    Assim, a Quinta de Pentieiros, tem, para além do pessoal que se ocupa do seu funcionamento diário, hipótese de alojar visitantes – parque de campismo, albergue, bungalows e a sua Quinta Pedagógica e Parque Florestal, onde os visitantes podem assistir à demonstração e experimentação de técnicas, nas várias atividades agro-pecuárias e florestais que lá têm lugar.
    A Quinta de Pentieiros tem também uma Loja da Quinta (com restaurante, mercearia e bar), um Centro de Aventura e Atividades da Natureza, instalações para Campos de Férias e um Polidesportivo.

    Pte de Lima - Quinta de Pentieiros

    - ÁREA PROTEGIDA DA LAGOA DE BERTIANDOS E S. PEDRO D’ARCOS – esta reconhecida Área Protegida tem sido valorizada com este projeto de, simultaneamente, conservar a natureza e aproximá-la das populações, através de percursos devidamente estabelecidos e sinalizados que lhes permitem admirar e respeitar a natureza e fazer exercício – são os “percursos e Rotas na Lagoa de Bertiandos".

    Pte de Lima - Rotas na Lagoa de Bertiandos

    Freguesia de Anais
    - Igreja Paroquial

    Pte de Lima - Igr. Matriz de Anais

    - Brasão da Antiga Casa da Câmara, no lugar de Albergaria, que foi sede de concelho

    Pte de Lima-Brasão Casa Câmara-Albergaria-Anais

    Freguesia de Arcozelo
    - Igreja Matriz

    Pte Lima - Igr. Matriz Arcozelo

    Freguesia de Adegão Freixo e Mato
    - Igreja Matriz

    Pte Lima- Igr. Matriz Adegão, Freixo e Mato

    Associação das Freguesias do Vale do Neiva
    - Igrejas Matriz


    Pte Lima-Igr. Matriz Assoc. Freg. Vale Neive

    - Outra Igreja Matriz

    Pte de Lima - Outra Matriz de Assoc. Freg Vale do Neiva

    Freguesia de Bárrio e Cepões
    - Igreja Matriz

    Pte de Lima-Igr. Matriz de Bárrio e Cepões

    Freguesia de Beiral do Lima
    - Igreja Paroquial

    Pte de Lima - Igr. Matriz de Beiral do Lima

    - Casa da Torre, de Beiral

    Pte de Lima-Casa da Torre de Beiral do Lima

    Freguesia de Bertiandos
    - Solar de Bertiandos - séc. XVI, com Pelourinho

    Pte de Lima - Solar de Bertiandos      Pte de Lima -Solar de Bertiandos e Pelourinho

    Freguesia de Brandara
    - Igreja Matriz

    Pte de Lima - Igr. Matriz de Brandara

    Freguesia de Cabaços e Fojo Lobal
    - Igreja Matriz

    Pte de Lima - Igr. Matriz de Cabaços e Fojo Lobal

    Freguesia de Cabração e Moreira do Lima
    - Igreja Matriz

    Pte de Lima - Igr. Matriz de Cabração e Moreira do Lima

    Freguesia de Calheiros
    - Paço de Calheiros
    , o primeiro dos adaptados para turismo de habitação – é um belo exemplar da arquitetura civil setecentista portuguesa. Foi construído no início da monarquia e está na posse da família desde 1450, como o diz a lápide existente à entrada. Tem belos jardins, um bonito chafariz e, na capela, pode ver-se um valioso altar barroco.

    Pte de Lima - Paço de Calheiros

    Freguesia de Calvelo
    - Igreja Matriz e Cruzeiro

    Pte de Lima - Igr. Matriz de Calvelo           Pte de Lima - Cruzeiro de Calvelo

    Freguesia de Correlhã
    - Casa Solarenga

    Pte de Lima-Casa Soarenga da Correlhã

    Freguesia de Facha
    - Solar Casa das Torres
    – construída no séc. XVIII, por André Pereira da Silva, o “brasileiro” que, anos depois manda acrescentar outros elementos ao construído, como uma cozinha, varanda, sala loja, escada e pôr água. Posteriormente, com problemas na sua vida no Brasil e outros relativos a partilhas a casa vai à praça, em 1770 e é adquirida pela família que agora a detém. Tem notável trabalho em pedra, no estilo barroco. Presentemente os proprietários estão dedicados à produção de vinho verde branco “Loureiro” e também ao Turismo de Habitação.

    Pte de Lima-Casa Solar das Torres-Facha       Pte de Lima -Casa Solar das Torres - Facha

    Freguesia de Feitosa
    - Igreja Matriz

    Pte de Lima - Igr. Matriz de Feitosa          Pte de Lima - Igr. Matriz de Feitosa

    Freguesia de Fornelos e Queijada
    - Igreja

    Pte de LIma - Igr. de Fornelo e Queijada

    - Capela e Miradouro do Monte de Santa Maria Madalena

    Pte de Lima - Capela e Miradouro-Mte Stª Mª Madalena-Fornelos

    Freguesia de Friastelas
    - Igreja Matriz

    Pte de Lima - Igr. Matriz de Friastelas

    Freguesia de Gandra
    - Igreja Matriz

    Pte de Lima - Igr. Matriz de Gandra

    Freguesia de Gemieira
    - Igreja Matriz

    Pte de Lima-Igr. Matriz de Gemieira

    - Beleza ribeirinha em Gemieira

    Pte de Lima - Beleza Ribeirinha de Gemieira

    Freguesia de Gondufe
    - Igreja Matriz

    Pte de Lima - Igr. Matriz de Gondufe

    - Casa e Torre de Sequeiros
    – está há pelo menos seis séculos na posse da mesma família – é referida nas inquirições de 1258. Sofreu várias modificações, sobretudos nos séc. XVI e XVII

    Pte de Lima - Casa e Torre de Sequeiros-Gondufe

    Freguesia de Labruja
    - Igreja Matriz

    Pte dcde Lima - Igr.Mastriz de Labruja

    Freguesia de Labrujó, Rendufe e Vilar do Monte
    - Igreja Matriz

    Pte de Lima-Igr. Matriz de Labrujó, Rendufe e Vilar do Monte

    Freguesia de Navió e Vitorino dos Piães
    - Igreja Matriz

    Pte de Lima-Igr. Matriz de Navió e Vitorino de piães

    - Igreja Matriz (outra)

    Pte de Lima-Outra Igr.-Navió e Vitorino de Piães

    Freguesia de Poiares
    - Igreja Matriz

    Pte de Lima-Igr. Matriz de Poiares

    Freguesia de Rebordões de Stª Maria
    - Igreja Matriz

    Pte de Lima-Igr. Matriz Rebordões Stª Maria

    Freguesia de Rebordões do Souto
    - Igreja Matriz

    Pte de Lima-Igr. Matriz Rebordões do Souto            Pte de Lima-Igr. Matriz e Cruzeiro-Rebordões de Lima         

    Freguesia de Refóios do Lima
    - Torre de Refóios - como muitas das casas solarengas do concelho, conserva o aspeto de cerca de mil anos de História, uma vez que data do séc. XII. Hoje é dedicada ao Turismo de Habitação, permitindo aos hóspedes beneficiarem de uma paisagem espetacular e relaxante.

    Pte de Lima - Torre de Refóios

    Freguesia da Ribeira
    - Igreja Paroquial

    Pte de Lima - Igr. Paroquial de Ribeira

    - Monumento a Cristo Rei

    Pte de Lima - Monumento a Jesus Cristo -Ribeira

    Freguesia de S. Pedro de Arcos
    - Igreja Matriz

    Pte de Lima-Igr. Matriz AS. Pedro d'Arcos

    Freguesia de Sá
    - Igreja Matriz

    Pte de Lima-Igr. Matriz de Sá

    Freguesia de Santa Comba
    - Igreja Matriz

    Pte de Lima -Igr. Matriz de Stª Comba

    Freguesia de Serdedelo
    - Igreja Matriz

    Pte de Lima - Igr. Matriz de Serdedelo

    Freguesia de Vitorino das Donas
    - Paço de Vitorino das Donas – foi inicialmente construído no séc. XVI/XVII, tendo sido demolido para dar lugar ao edifício que hoje existe e que data do séc. XVIII. Em 1836 foi alvo de ataque das forças liberais, tendo deflagrado um incêndio que lhe valeu o epíteto de Casa Queimada. Posteriormente, passou a ser designado por Paço de Vitorino, pelo facto de o Rei D. Carlos ter atribuído o título de Conde Vitorino a Francisco de Abreu de Lima Pereira Coutinho. No terreiro existem várias dependências, entre elas a Capela, cujas características são as usuais naquela zona, na 2ª metade do séc. XVIII.

    Pte de Lima -Paço de Vitorino das Donas

  • Gastronomia

    A gastronomia de Ponte de Lima assenta, como não podia deixar de ser, na carne de porco, sendo o prato mais característico o arroz de sarrabulho – no qual têm também lugar a carne de vaca e de galinha, que o completam. Temos ainda, e fazendo parte do Arroz de Sarrabulho, os rojões de porco, as belouras (feitas à base de farinha, sangue e temperos fortes, é excelente acompanhamento para os rojões)
    De porco, temos ainda a Perna de Porco à Clara Penha.
    A lampreia do Rio Lima, em Arroz de Lampreia ou à Bordalesa, o Bacalhau de Cebolada são outras das iguarias com que nos podemos deleitar. Para sobremesa, o Leite Creme Queimado, o Arroz Doce e as Limianas.
    Para acompanhar, e bem, qualquer dos pratos, o vinho verde da região, branco ou tinto… Ponte de Lima é conhecida como a capital do Loureiro – casta, nobre, responsável pela qualidade adquirida e, claro, pela fama que o vinho verde ganhou, nos últimos anos.

    Pte de Lima - Arroz d3e Sarrabulho

    Pte de Lima - Belouras

    Pte de Lima - Bacalhau de Cebolada           Pte de Lima - Limianas

  • Feiras, Festas e Romarias

    - Feiras Novas - Celebradas desde o século XII, com muita animação, e coloridas procissões em honra de Nª Srª das Dores. – Ponte de Lima - 3º fim-de-semana de setembro.
    - Festa em Honra de S. Silvestre - Santa Comba - 31 dezembro e 1 de janeiro
    - Festa em Honra de Santo Amaro - Estorãos - 15 de aneiro
    - Festa em Honra de S. Sebastião - Arcozelo - 20 de janeiro
    - Festa em Honra de S. Brás -Calheiros - 1º domingo de fevereiro
    - Festa em Honra do Senhor do Bom Jesus - Anais – 1º domingo de maio
    - Festa em Honra de Nª Srª Fátima -Anais - domingo após 12 de maio
    - Festa em Honra de Nª Srª da Guia - Ponte de Lima – 3º domingo de maio
    - Festa em Honra de Stº Ovídio - Arcozelo - dia do Corpo de Deus
    - Festa da Vaca das Cordas - Ponte de Lima - véspera do Corpo de Deus - esta é uma festa com uma tradição de mais de cinco séculos. Neste dia, é solto um touro, preso por cordas, que percorre toda a vila, entre
    a fuga da multidão e algumas tentativas de pega.

    Pte de Lima -Festa Vaca das Cordas

    - Festa em Honra de Nª Srª das Dores -Bárrio – 1º domingo de junho
    - Festa em Honra do Senhor da Cruz de Pedra - Ribeira – 2º domingo de unho
    - Festa em Honra de Stº António - Estorãos - 13 de junho
    - Festa da Mesa dos Quatro Abades - Calheiros - 15 de junho
    - Festa em Honra de Stª Justa - Arcos - domingo próximo de 19 de junho
    - Festa em Honra de S. João - Correlhã - 24 de junho
    - Festa em Honra de S. João da Grova - Labruja - 24 de junho
    - Festa em Honra de S. João - Ponte de Lima - 24 de junho
    - Festa em Honra de S. Pedro - Arcos - 29 de junho
    - Festa em Honra de S. Pedro - Seara - domingo próximo de 29 de junho
    - Festa em Honra de S. Pedro - Cepões - último domingo de junho
    - Festa em Honra do Senhor do Socorro - Labruja – 1ºo domingo de julho
    - Festa em Honra de S. Bento - Arca – 2º domingo de julho
    - Festa em Honra de Nª Srª da Cana Verde - Moreira do Lima - 11 de julho
    - Festa em Honra de Nª Srª da Cabeça – Freixo - 22 de julho
    - Festa em Honra de S. Cristóvão - Freixo - 25 de julho
    - Festa em Honra de Nª Srª da Rocha - Facha – 3º domingo de julho
    - Festa em Honra de Stª Maria Madalena - Fornelos – 3º domingo de julho
    - Festa em Honra de Nª Srª da Boa Morte - Correlhã – 4º domingo de julho
    - Festa em Honra de Stª Justa - Cabaços - último domingo de julho
    - Festa em Honra de Stª Justa - Fojo Lobal - domingo próximo de 5 de agosto
    - Festa em Honra de Stª Eulália - Gaifar – 1º domingo de agosto
    - Festa em Honra de Stº Estêvão - Boalhosa – 1º domingo de agosto
    - Festa em Honra de Nª Srª das Neves - Arcos – 1º domingo de agosto
    - Festa em Honra do Senhor do Calvário - Calvelo – 1ºdomingo de agosto
    - Festa em Honra de Nª Srª de Fátima - Queijada – 2º domingo de agosto
    - Festa em Honra do Senhor do Bonfim - Labrujó – 2º domingo de agosto
    - Festa em Honra de Nª Srª das Necessidades - Arcos – 2º domingo de agosto
    - Festa em Honra de Nª Srª das Dores - Cabaços – 2º domingo de agosto
    - Festa em Honra de Stª Rufina - Estorãos – 2ª semana de agosto
    - Festa em Honra de S. Lourenço da Armada - Gondufe - 10 de agosto
    - Festa em Honra de Stª Eulália - Beiral do Lima – 3º domingo de agosto
    - Festa em Honra do Senhor do Socorro - Facha – 3º domingo de agosto
    - Festa em Honra de Nª Srª do Livramento - Santa Cruz do Lima - 15 de agosto
    - Festa em Honra de Nª Srª da Abadia - Bárrio - 15 de agosto
    - Festa em Honra de S. Sebastião - Cabração - 15 de agosto
    - Festa em Honra de S. Geraldo - Cabaços - 15 de agosto
    - Festa em Honra de Nª Srª da Conceição - Beiral do Lima - 15 de agosto
    - Festa em Honra de Santiago - (Poiares - domingo após 16 de agosto
    - Festa em Honra do Divino Salvador - Moreira do Lima - 20 de agosto
    - Festa em Honra do Santíssimo Sacramento - Boalhosa – 4º domingo de agosto
    - Festa em Honra do Senhor dos Perdidos - Calheiros – 4º domingo de agosto
    - Festa em Honra de Nª Srª da Fortuna - Mato – último domingo de agosto
    - Festa em Honra de Nª Srª da Saúde - Friastelas - último domingo de agosto
    - Festa em Honra de Nª Srªdas Neves - Correlhã - último domingo de agosto
    - Festa em Honra de Nª Srª dos Remédios - Fontão - último domingo de agosto
    - Festa em Honra de S. Silvestre - Bárrio - último domingo de agosto
    - Festa em Honra de Nª Srª do Rosário - Gemieira – 1º domingo de setembro
    - Festa em Honra de Nª Srª da Luz - Arcozelo – 1º domingo de setembro
    - Festa em Honra de Stª Maria de Labrujó - Labrujó - 8 de Setembro
    - Festa em Honra do Santíssimo Sacramento - Arca – 3º domingo de outubro
    - Festa em Honra de Nª Srª da Conceição - Correlhã - 8 de dezembro
    - Festa em Honra de S. Martinho - Gandra - domingo próximo de 11 de dezembro
    - Festa em Honra de Stª Luzia - Feitosa – 2º domingo de dezembro
    - Festa em Honra de Nª Srª da Expectação - Ardegão - 18 de dezembro
    - Feira do Cavalo de Ponte de Lima – realizada anualmente
    -Feira da Caça e Pesca e Lazer de Ponte de Lima
    - Feira dos Espaços Verdes de Ponte de Lima – dedicada a plantas ornamentais e mobiliário urbano
    - Festival Internacional de Jardins – decorre normalmente de maio a outubro – todos os anos, os visitantes encontram doze jardins, “submetidos ou não a uma temática” que mostram a arte de construir um jardim. Para além deste, existem dois outros Festivais Internacionais de Jardins – em Chaumont (França) e na região de Kamptal (Áustria)

  • Acessos e Distâncias
    LISBOA  389 km PORTO   86 km
    Aveiro  150 km Guarda  275 km
    Beja  524 km Leiria  261 km
    Braga   40 km Portalegre  369 km
    Bragança  254 km Santarém  322 km
    Castelo Branco  334 km Setúbal  423 km
    Coimbra  196 km Viana do Castelo   30 km
    Évora  481 km Vila Real  139 km
    Faro  624 km  Viseu  204 km
  • Itinerários Possíveis

    Itinerário 1
    Ponte de Lima (A) – Refóios (B) – Calheiros (C) – Vilar do Monte (D) – Labrujó (E) – Rendufe (F) – Labruja (G) – Arcozelo (H) – Ponte de Lima (I)
    Visita de Ponte deLima, dos seus valores do património, como dos das freguesias e lugares indicados. Para além do património, a paisagem e a gastronomia são dignas de ser apreciadas.

    Total de km – 44 km
    Tempo de percurso – 1 hora e 2 minutos, só o tempo de condução
    Estradas – por estradas nacionais e municipais

    Pte de Lima - Itinerário 1

    Itinerário 2
    Ponte de Lima (A) – Cabração (B) – Arcos (C) – Vitorino das Donas (D) – Santa Comba (E) – Correlhã (F) – Ponte de Lima (G)
    Como o anterior também este itinerário passa por algumas freguesias de Ponte de Lima, cujo património, é digno de visita. Aproveitar a paisagem, o bom ar da serra, do rio e também, os prazeres da mesa.

    Total de km – 54 km
    Tempo de percurso – 1 hora e 8 minutos, só o tempo de condução
    Estradas – por estradas nacionais e municipais

    Pte de Lima - Itinerário 2

    Itinerário 3
    Ponte de Lima (A) – Ribeira (B) – Beiral do Lima (C) – Boalhosa (D) – Anais (E) – Queijada (F) – Fornelos (G) – Arca (H) – Ponte de Lima (I)
    Apreciar o património e a passagem pela região a sul do Rio Lima. Não deixar de apreciar a boa mesa.

    Total de km – 38 km
    Tempo de percurso – 48 minutos, só o tempo de condução
    Estradas – por estradas nacionais e municipais

    Pte de Lima - Itinerário 3

    Itinerário 4
    Ponte de Lima (A) – Correlhã (B) – Facha (C) – Vitorino de Piães (D) – Navió (E) – Fojo Lobal (F) – Rebordões (Souto) (G) – Rebordões (Stª Maria) (H) – Ponte de Lima (I)

    Apreciar o património e a passagem pela região a sul do Rio Lima. Não deixar de apreciar a boa mesa.

    Total de km – 34 km
    Tempo de percurso – 48 minutos, só o tempo de condução
    Estradas – por estradas nacionais e municipais

    Pte de Lima - Itinerário 4

  • Parceiros ACP

    PARCEIROS ACP
    Abaixo estão os links para todos os parceiros existentes no Distrito de Viana do Castelo, a que Ponte de Lima pertence,  e que oferecem descontos aos sócios, mediante a apresentação do cartão de sócio.


    - Hotéis
    - Solares
    - Turismo Rural 

     

     

     

scroll up